Padrão do Husky Siberiano


Aparência geral:

O Husky Siberiano é um cão de tamanho médio e de movimentação leve, livre e graciosa. Seu corpo é moderadamente compacto e coberto de pêlos, orelhas eretas e calda em pincel sugerem sua herança nórdica .

Seu movimento característico é suave e não aparenta esforço. Ele desempenha sua função original de cão de trenó com muita eficiência, transportando carga a uma velocidade moderada através de grandes distâncias. Suas formas e proporções corporais refletem este equilíbrio básico de poder, velocidade e resistência.

Os machos da raça Husky Siberiano são masculinos mas nunca grosseiros, as fêmeas são femininas mas sem fraqueza de estrutura. Em condições adequadas, com os músculos firmes e bem desenvolvidos, os husky Siberiano não aparenta excesso de peso.

Crânio
De tamanho médio e em proporção ao corpo, ligeiramente arredondado no topo e afinando gradualmente do ponto mais largo para os olhos.
Defeitos – Cabeça grosseira ou pesada demasiadamente cinzelada.

Focinho
De comprimento médio, isto é, a distância da ponta do nariz ao stop é igual à distância do stop ao occipital. O stop é bem definido e a cana nasal é reta do stop à ponta.
O focinho é de largura media afinalando gradualmente em direção ao nariz com a ponta nem pontuda nem quadrada. Os lábios são pigmentados e secos, os dentes se fecham numa mordedura em tesoura.
Defeitos – Focinho muito pontudo ou muito grosseiro, focinho muito curto ou muito longo. Stop insuficiente. Qualquer outra mordedura que não seja a em tesoura.

Orelhas
De tamanho médio, formato triangular, rente e inseridas altas na cabeça. Elas são grossas, bem peludas, ligeiramente arqueadas atrás e fortemente eretas, com pontas ligeiramente arredondadas apontando retas para cima.
Defeitos – Orelha muito grande em proporção à cabeça inseridas separadamente, não fortemente eretas.

Olhos
Formato amendoado, moderadamente espaçados e inseridos um pouco obliquamente. A expressão é penetrante, mas amistosa, interessada e mesmo maquiavélica. Os olhos podem ser de com marrom ou azul ou um de cada cor ou particolores.
Defeitos – Olhos inseridos muito obliquamente inseridos muito juntos.

Nariz
Preto nos cães cinza, canela ou pretos, fígado nos cães avermelhados, pode ser cor de carne, nos cães brancos puros. O nariz-de-neve, raiado de rosa é aceitável.

Pescoço
De comprimento médio, arqueado e portanto altivamente ereto quando o cão está parado. Quando ele se move em trote, o pescoço se estende de maneira que a cabeça é portada ligeiramente para à frente.
Defeitos – Pescoço muito curto: pescoço muito longo.

Ombros
A omoplata é colocada bem para trás num ângulo aproximado de 45 graus do chão. O úmero angula ligeiramente para trás da ponta do ombro ao cotovelo, e nunca é perpendicular ao chão. Os músculos e ligamentos sustentando o ombro à caixa toráxica são firmes e bem desenvolvidos. Defeitos – Ombros retos: ombros soltos.

Peito
Profundo e forte, mas não muito largo, com o ponto mais profundo estando atrás e em nível com os cotovelos. As costelas são bem arqueadas a partir da coluna mas são achatadas do lado para permitir liberdade de ação.
Defeitos – Peito muito largo: costelas em barril: costelas muito achatadas ou fracas.

Pernas Dianteiras
Quando o cão está parado e é visto de frente, as pernas são moderadamente espaçadas, paralelas e retas, com os cotovelos juntos ao corpo e sem virar para dentro nem para fora. Vistos de lado, os metacarpo são ligeiramente inclinados, com as articulações dos metacarpos fortes mas flexíveis. A ossatura é substancial mas nunca pesada. O comprimento da perna do cotovelo ao chão é ligeiramente maior quer a distancia do cotovelo ao topo da cernelha. Quintos dedos nas pernas dianteira podem ser removidos.
Defeitos – Metacarpos fracos; osso muito pesado; estreias ou muito largos na frente; cotovelos abertos.

Parte Traseira
Quando o cão está parado e é visto por trás, as pernas traseiras são moderadamente espaçadas e paralelas. As sobrecoxas são bem musculosas e poderosas, os joelhos bem angulados, as juntas dos jarretes bem definidas baixas em relação ao solo. Quintos dedos, se houver, devem ser removidos.
Defeitos – Joelhos retos, jarretes de vaca, traseira muito estreita ou muito larga.

Pés
De formato oval, mas não longos são de tamanho médio, compactados e bem peludos entre os dedos e as almofadas plantares. As almofadas plantares são duras e bem acolchoadas. Os pés não iram para dentro nem para fora quando o cão se encontra em postura normal.
Defeitos – Dedos fracos ou espalmados, pés muito grandes e grosseiros, pés muito pequeno e delicados dedos virando para dentro ou para fora.

Cauda
A cauda bem peluda de formato de cauda felpuda de raposa é inserida exatamente abaixo do nível da linha superior, e é geralmente portada sobre o dorso numa graciosa curva de foice quando o cão esta atento. Quando portada para cima, a cauda não deve enrolar para nenhum dos lados do corpo, nem deve ficar achatada contra o dorso.

Uma cauda caída e pendente e normal para o cão quando está trabalhado ou em repouso. O pêlo na cauda e de comprimento médio e aproximadamente no mesmo tamanho na inserção, lados e por baixo, dando a aparência de uma escova redonda.
Defeitos – Uma cauda quebrada ou enrolada; cauda altamente implumada; cauda inserida muito baixa ou alta.

Movimentação
A movimentação característica do Husky Siberiano e macia e não apresenta esforço. Ele e rápido, ágil e leve sobre os seus pés, e quando apresentado nas exposições deve ser exibido em guia solta num trote moderadamente rápido, mostrando bom alcance na parte dianteira e boa propulsão na parte traseira.

Quando visto de frente para trás andando o Husky Siberiano não faz trilha única, mas conforme aumenta a velocidade as pernas angulam gradualmente para dentro ate que as almofadas plantares estejam caindo numa linha diretamente sob o centro do corpo. Conforme as marcas das patas convergem, as pernas dianteiras e traseiras são levadas diretamente para frente, sem que os cotovelos ou joelhos virem para dentro ou para fora.

Cada perna traseira se move na marca da perna dianteira do mesmo lado. Enquanto o cão se movimenta, a linha superior permanece firme e nivelada.
Defeitos – Movimento curto, saltitante ou irregular; movimento balançado ou desajeitado; movimento cruzado; movimento de caranguejo.

Pelagem
A pelagem do Husky Siberiano é dupla e de comprimento médio, dando uma aparência bem peluda, mas nunca é tão longa a ponto de obscurecer a aparência bem definida do cão. O subpelo e macio e denso e de comprimento suficiente para manter a pelagem externa.

Os pêlos protetores da pelagem externa são retos e um pouco caídos uniformes, nunca ásperos ou altos. Deve ser notado a ausência de subpelo durante a estação de muda e normal. O trimming de bigodes e tufos entre os dedos em torno dos pés para apresentar uma aparência arrumada é permissível. O trimming em qualquer outra parte do cão não deve ser tolerado e deve ser severamente penalizado.
Defeitos – Pelagem longa, áspera ou felpuda; textura muito áspera ou muito sedosa; trimming de pelagem, exceto o permitido.

Cor
Todas as cores do preto ao branco puro são permitidas. Uma variedade de marcas na cabeça e comum, incluindo muitas marcações no padrão não encontrados em outra raças.

Temperamento
O temperamento característico do Husky Siberiano é amigável e gentil, mas também atento e expansivo. Ele não exibe as qualidades possesivas do cão de guarda, nem é muito desconfiado de estranhos ou agressivo com outros cães.

Algumas medidas de reserva e dignidade podem ser esperadas de um cão amadurecido. Sua inteligência, tratabilidade e boa disposição fazem dele uma companhia agradável e um cão de trabalho disposto.

Tamanho e Altura
Machos, 53 a 60 cm na cernelha. Fêmeas, 51 a 56 cm da cernelha.

Peso
Machos, 20,5 a 27 Kg, Fêmeas, 16 a 22 Kg. O peso é proporcional à altura. As medidas mencionadas acima representam os limites extremos de altura e peso, sem preferencia dada a nenhum dos extremos

Desqualificação
Machos acima de 60 cm e fêmeas acima de 56 cm.

Sumário
As Mais importantes características raciais do Husky Siberiano são o tamanho médio, ossatura moderada proporções bem balanceadas, facilidade de movimentos, pelagem adequada, cabeça e orelhas atraentes, cauda correta e boa disposição.

Qualquer aparência de ossatura ou peso excessivo, movimento restrito ou desajeitado, ou de pelagem longa e áspera. Deve ser penalizada. O Husky Siberiano nunca aparece tão pesado ou grosseiro a ponto de sugerir um animal de carga; nem tão pouco leve e frágil par sugerir um animal de corrida. Em ambos os sexos, o Husky Siberiano dá a impressão de ser capaz de grande resistência.

Em acréscimos aos defeitos já observados, defeitos obviamente estruturais comuns a todas as raças são tão indesejáveis no Husky Siberiano como em qualquer outra raça, embora eles não sejam especificamente mencionados aqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: